Trombose venosa superficial

4 imagens
Ecodoppler. Partes moles do braço. Veia cefalica
image
Homem, cerca de 80 anos de idade, com tumefação ~2cm no braço, não dolorosa, sem pigmentação da pele.
Apresentado estudo ecografico com ecodoppler. 
No estudo ecografico observa-se deposito ecogéneo endoluminal na veia cefalica, parietal, recanalizado.
Sem alteraçoes nos tecidos perifocais.
Sinais compativeis com trombose venosa superficial(não recente).
-------------------------------------------------------------------------
«Um grande número de casos de TS ocorre após lesão intimal química, por injeções ou infusões intravenosas de diferentes soluções, com objetivos diagnósticos ou terapêuticos, e/ou mecânicas, como, por exemplo, cateterismo venoso. A TS pode ser prodrômica de várias doenças sistêmicas conhecidas, como neoplasias, arteriopatias e colagenoses11-13, e, também, acompanhar uma série de outras doenças e síndromes, a saber:
— Síndrome de Trousseau: caracterizada por episódios de tromboflebite migratória superficial recorrente com comprometimento de veias, tanto em membros superiores quanto em membros inferiores, associados a adenocarcinomas do trato gastrointestinal produtores de mucina (estômago, pâncreas e cólon), pulmão, mama, ovário e próstata14.
— Doença de Mondor: tromboflebite de ocorrência rara, aparecendo mais freqüentemente na população feminina e comprometendo as veias da parede ânterolateral do tórax. Na maioria das vezes, a sua etiologia é desconhecida. Em alguns casos, encontra-se associada a traumas locais, uso de anticoncepcionais orais, deficiência de proteína C e presença de anticorpos anticardiolipina15. Farrow et al. observaram associação com neoplasias de mama16.
— Síndrome de Lemierre: descrita pela primeira vez em 1936, caracteriza-se pela tromboflebite séptica da veia jugular interna concomitante à infecção da orofaringe, podendo evoluir com metástases, principalmente para território pulmonar, mas também fígado e baço. Outras causas relacionadas ao seu aparecimento são: cateterismo venoso central e infecção de outros sítios cervicais17,18. O agente etiológico mais prevalente é o germe anaeróbio gram-negativo Fusobacterium necrophorum19.
— Doença de Buerger (Tromboangeíte obliterante): neste caso, a TS apresenta caráter migratório e pode preceder ou ser concomitante ao comprometimento arterial20. A sua presença reforça o diagnóstico de doença de Buerger.» — é de Artigo «Tromboflebite superficial: epidemiologia, fisiopatologia, diagnóstico e tratamento Superficial thrombophlebitis: epidemiology, physiopathology, diagnosis and treatment Marcone» Lima Sobreira, Winston Bonneti Yoshida, Sidnei Lastória

Link de artigo original AQUI
-------------------------------------------------------------------------
Link de imagem(desenha)

4 imagens

  • Ecodoppler. Partes moles do braço. Veia cefalica
  • Ecografia. Partes moles do braço. Veia cefalica
  • Ecodoppler. Partes moles do braço. Veia cefalica
  • Anatomia do braço. Veias

1 comentário

avatar
Muito bom caso. Raro.
Só utilizadores autorizados ou registrados podem adicionar o comentário.